Huyghe

Bélgica 1906

Desde 1654 que há registo de atividade cervejeira em Melle, mas foi só em 1902 que Léon HUYGHE ali se estabeleceu. 4 anos depois comprou a cervejeira e batizou-a de “Brouwerij-Mouterij den Appel”, mas durante a Primeira Guerra Mundial muitas cervejeiras tiveram problemas com a ocupação das sua propriedades, e só em 1939 é que a cervejeira encontrou o local que até hoje produz as cervejas da HUYGHE. A cervejeira começou por produzir cervejas de baixa fermentação, mas com a queda de vendas na década de 70, decidiu estruturar a empresa e os seus métodos de produção. Em 1985, a restruturação da cervejeira estava completa, e a produção das tradicionais pilsners foi trocada para o método de alta fermentação. A primeira cerveja a ser produzida foi a ARTEVELDE GRAND CRU, em 1987. A sua marca mais emblemática “Delirium Tremens” iria aparecer 3 anos mais tarde. Denominada de “show beer” esta foi, sem dúvida, a cerveja que tornou a HUYGHE no sucesso que hoje conhecemos. Desde aí novas cervejas foram desenvolvidas dentro da cervejeira e novas cervejeiras foram integradas no portefólio HUYGHE. A DCNBEERS representa atualmente em Portugal 5 das suas marcas: Delirium, Artevelde, Mongozo, Guillotine e Averbode.